Durante o evento The Anywhere School, evento virtual que reúne especialistas e educadores de 19 diferentes países para discutir o futuro da educação, o Google for Education anuncia a chegada de mais de 50 novos recursos e funcionalidades para as ferramentas de ensino a distância no G Suite for Education, Google Sala de Aula, Google Meet e outros produtos da empresa.

Confira as principais novidades na plataforma:

Google Meet

  • Em setembro, o formato mosaico apresentará até 49 pessoas na tela, além de receber um quadro branco Jamboard integrado, permitindo a colaboração entre os participantes;
  • Novos controles para que os moderadores tenham a possibilidade de optar por sempre entrar na sala primeiro, encerrar reuniões para todos, desativar o chat e muito mais;
  • Em outubro, serão inseridos na ferramenta cenários de fundo sob medida ou embaçados, para aumentar a privacidade mesmo quando a câmera está ligada;
  • Todos os clientes do Google Enterprise for Education terão acesso a “breakout rooms”, ou salas separadas para dividir as turmas em pequenos grupos simultâneos – favorecendo a dinâmica das aulas e a observação detalhada da participação dos alunos;
  • Até o final do ano, chegarão ao Meet recursos como levantar a mão, Q&A (perguntas e respostas) e pesquisas;
  • Também será possível gravar temporariamente, disponíveis gratuitamente para todos os clientes do Google for Education (gravações completas continuarão integrando o pacote G Suite Enterprise for Education).

Google Sala de Aula

  • Um novo “widget” com listas de tarefas na página “Turmas” vai ajudar os alunos a saber quais são os próximos compromissos, o que ainda não foi entregue e o que já recebeu a nota do professor;
  • Os professores podem compartilhar um link para convidar alunos para suas aulas, o que facilita bastante na hora de garantir a participação;
  • Em breve, os educadores poderão rodar relatórios de originalidade cinco vezes por curso (antes, eram três vezes). No G Suite Enterprise for Education, os professores poderão visualizar correspondências que sugiram plágio não apenas de páginas da internet, mas também entre trabalhos de diferentes estudantes de uma mesma instituição;
  • Os administradores também terão acesso a ferramentas mais robustas para controlar o G Suite for Education e o Sala de Aula. Orientadores e diretores que tenham licenças do tipo “Enterprise” poderão, por exemplo, ter mais visibilidade sobre o nível de uso do Sala de Aula, graças aos novos painéis do Data Studio. Com eles, é possível enxergar turmas ativas, medir a adoção de diferentes recursos e monitorar a participação de professores e alunos;
  • Além disso, será ainda mais simples sincronizar as notas do Sala de Aula com o Sistema de Informação do Estudante. Esse recurso começa com clientes Infinite Campus, e depois será ampliado para outros sistemas. Para mais detalhes sobre as novidades no Sala de Aula, acesse este link (em inglês);
  • Tarefas: O Sala de Aula receberá em breve o Tarefas, aplicativo para sistemas de gestão de aprendizado que oferece a educadores um jeito rápido e fácil de distribuir, analisar e dar notas para a produção dos alunos. O app vai ajudar a economizar tempo, pois permite que professores criem e distribuam automaticamente cópias personalizadas de tarefas para a pasta de cada aluno no Google Drive, enviem comentários para os estudantes e deem as notas de forma regular e transparente, contando com os relatórios de originalidade.

Sua escola ainda está no Google for Education? Clique aqui e comece a transformação digital na sua comunidade!

Com informações de Tudo Celular. Link original da postagem